Publicado por: Chinelo de Meter o Dedo | Setembro 14, 2009

Luso-Galaica: Escalada na Serra Estrela

 No fim-de-semana de 18 e 19 de Julho fomos escalar para a Serra da Estrela. A única vez que escalamos em rocha na Serra da Estrela foi no encontro de escaladores em 2005, em que juntamente com outros amigos representamos a Secção de Montanha do CCP.

Começamos o aquecimento no Sector Corredor dos Mercadores onde recordamos as características vias de protecções espaçadas. Um dos nosso objectivos (Sérgio, Emanuel e Alcino), para o fim-de-semana, era escalar a clássica via Luso-Galaica, no Cântaro Magro e, desta forma, iniciarmos o nosso contacto de escalada clássica na Serra da Estrela. Já lá fizemos desportiva, bloco, gelo, misto, erva tracção mas clássica propriamente dita seria a primeira vez.
Sérgio no Sector Corredor dos Mercadores

Sérgio no Sector Corredor dos Mercadores

Ana no memso Sector

Ana no mesmo Sector (dá para perceber que a data não está correcta🙂 )

Assim, a meio da tarde, iniciamos a rápida aproximação à base da via enquanto as meninas (Ana, Elisabete e Benilde) ficaram pelo corredor a escalar e a pôr conversa em dia.
O Alcino no 1º largo da Luso-Galaica

O Alcino no 1º largo da Luso-Galaica

A via Luso-Galaica identifica-se facilmente através da sua característica chaminé. Como já vem sendo hábito, o Alcino iniciou a escalada com um fácil IV grau. Como o Emanuel é um adepto de fissuras escalou o 2º largo, a já referida chaminé, que vai estreitecendo, até que no final é necessário escalar alguns metros em técnica de chaminé, não sendo possível proteger. É um dos largos mais estranhos que já escalamos mas que deu um grande gozo. Para falarmos verdade toda a escalada foi feita em grande ambiente de descontracção, por vezes até descontracção a mais. À medida que íamos escalando, íamo-nos deparando com uma escalada diferente do imaginado e isso deu-nos algum à-vontade e a rambóia acabou por se instalar!

Emanuel a desfrutar

Emanuel a desfrutar

Sérgio na chaminé

Sérgio na chaminé

Começa a "ramboia" :-)

Começa a "ramboia"🙂

Seguiu-se uma caminhada e algumas trepadas no anel do Cântaro para o Sérgio iniciar o 3º largo de IV+, este sim bastante bonito e de fácil protecção, pelo que deu para desfrutar. O largo seguinte, de itinerário não muito evidente, foi escalado pelo Emanuel não usando nenhuma das protecções fixas existentes.

Sérgio no 3º largo

Sérgio no 3º largo

A boa disposição contínua

A boa disposição contínua

Assim, ao fim de 3 horas, chegamos ao cimo da enorme massa granítica que é o Cântaro Magro. Concluímos que vale a pena o regresso, mas apenas para escalar na parte superior ao anel do Cântaro. A Via foi escalada toda em livre, sem recorrer aos seus pontos fixos, excepto na última reunião.

Uf!

Uf!🙂

Depois de rapelarmos, encontramos as senhoras já bem entediadas, mas nós soubemos compensar a ausência com um belo jantar nas Penhas da Saúde. Bacalhau e Carne de Porco à Alentejana foi a ementa, bem regada com verde branco e acompanhado não por um, nem dois, nem três mas sim quatro pratos de salada de tomate, até que… stock esgotado!  :-)

A malta

A malta

Reinou a diversão, principalmente através do Emanuel que estava imparável. De seguida vimos as fotos da nossa anterior aventura, a escalada da Fraga da Nédia e também das férias do pessoal.

Já de noite rumamos ao Covão d’Ametade, que se encontrava pejado de escuteiros barulhentos, mas como não havia alternativa montamos acampamento. Se o adormecer foi ao som das ditas personagens o acordar não variou e depois do pequeno–almoço fomos escalar para o Sector Cascata Musical.

Pequeno-almoço no Covão D'Ametade

Pequeno-almoço no Covão D'Ametade

A refrescar no Sector Cascata Musical

A refrescar no Sector Cascata Musical

Aqui apenas tentamos um 6b+, via que o Sérgio quase o encadeou (faltou o passo para o top) e uma via que nos ficou na memória desde 2005, a Patrãozinho 6c+.

Sérgio no 6b+

Sérgio no 6b+

Sérgio na Patrãozinho

Sérgio na Patrãozinho

Como o calor apertava e a vontade já não era muita decidimos terminar.

Foi um fim-de-semana bem passado, agora resta esperar pelo Inverno para regressar.

Por Sérgio Duarte


Responses

  1. Imagens impressionantes e espectaculares!
    Parabéns!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: