Publicado por: Chinelo de Meter o Dedo | Abril 21, 2010

João Garcia no topo do Alpinismo!

2010 é certamente o ano do reconhecimento, um feito único para um homem que sempre conquistou tudo à custa de muita perseverança e humildade.

Tal como a minha primeira ida aos Picos de Europa marcou a minha vida (como já referi neste relato), outro grande momento que impulsionou a minha vida na montanha foi a aquisição do livro “A mais alta solidão”. O primeiro livro de João Garcia que fala sobre a escalada do Evereste em 1999, um dos relatos mais negros da sua vida mas que ironicamente é o momento que mais mediatismo lhe trouxe e sucessivamente mais portas lhe abriu.

Na altura fiquei fascinado, não queria terminar o livro e poupei cada página, cada parágrafo como se de uma sobremesa se tratasse e no final emocionei-me, coisa que nunca pensei ser possível aquando da leitura de um livro.

Entretanto dediquei-me à montanha, vivi as minhas próprias experiências, umas fantásticas e outras mais negras, mas o certo é que a minha vida não voltou a ser a mesma. Tive o prazer de me cruzar com o João e certificar-me que na verdade a sua maior característica é sem dúvida a humildade.

Continuei a acompanhar a sua carreira e a deliciar-me com os seus feitos, até que no sábado passado num dia “normal” de escala me foi comunicado pelo Bruno que o “Garcia tinha conseguido chegar ao topo do Annapurna”. Escusado será dizer que me senti imensamente feliz, sem dúvida que após todo o esforço e dedicação a conquista desta montanha fechava um ciclo e colocava o João na estreita lista dos 10 homens que a nível mundial conquistaram as 14 montanhas mais altas do mundo sem recurso a oxigénio artificial.

É um feito notável, indescritível, que deverá fazer transbordar de orgulho cada adepto dos desportos de montanha, em particular, e cada português, em geral.

Apenas para terem uma ideia o oxigénio artificial é comparável ao doping no desporto, por isso tirem as vossas conclusões!

O Presidente da Republica Cavaco Silva enviou uma mensagem que tocou João Garcia: “Pela força da sua vontade, pela persistência da sua coragem, pela grandiosidade do seu esforço, o João Garcia constitui um motivo de orgulho para Portugal e um exemplo para todos os Portugueses(…). (…) Em nome de Portugal, expresso-lhe o meu profundo reconhecimento por esta proeza notável”. João Garcia responde com um simples: “É bom saber que foi reconhecido o meu esforço!”. E como deve ser reconhecido…

O jornal espanhol “El Mundo” também destaca e elogia largamente o feito de João Garcia assim como as suas qualidades como pessoa e com alpinista.

João Garcia passa a fazer parte da elite do Alpinismo Mundial com este feito. Para mim uma das suas maiores conquistas foi o que ele conseguiu fazer pela montanha em Portugal, um país com uma montanha de apenas 2000 metros, em que os escaladores, alpinistas e montanheiros eram muitas das vezes considerados uns miúdos “doidos”, sem responsabilidade, amantes dos apelidados desportos radicais!

Mais do que Parabéns fica aqui a nossa profunda admiração!

Podem ler mais sobre o culminar desta aventura épica de João Garcia aqui e aqui.

 

Por Sérgio Duarte


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: